Copyright © 1998-2001 MV Portal de Cifras  
                                                                    
Esta página é parte integrante de MV Portal de Cifras (http://www.mvhp.com.br)
Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. 
Perdão Também É Vingança
Tom: C
Intro: (G C G7 C)
C                    G7                   C
Se a gente amar de mais É um ato de loucura
                      F         G7           C
Eu confeço que sou louco Pela sua formosura
                   G7                    C
Eu amei tanto na vida Mas fiquei na solidão
                       F           G7       C
A minh`alma esta ferida Sofre e chora coração.
   G7             C
Canto, falo de amor
            G7                      C
Eu sofro tanto Por que sou um sonhador.
C                    G7                   C
Essa vida é engraçada Não é como a gente quer
                      F         G7           C
Por que é que eu sofro tanto Por amar essa mulher
                      G7                   C
Ela amou um outro alguem Que tambem lhe desprezou
                      F         G7           C
O que ela fez comigo De um outro ela ganhou.
                     G7                   C
Mas quem sabe algum dia Voltará mais uma vez
                      F         G7           C
Para amar com mais amor O que ela nunca fez
                 G7                     C
Saberei agir então Com amor e com ternura
                        F         G7           C
A vingança é o meu perdão Pôis amar é uma loucura.

 

Tudo Passa
Tom: E
Intro: (B7 E A B7 E A B7 E)
E                                B7
Você precisa esquecer nosso passado
                              E
Por piedade não queria reviver
                                   B7
Como é tão triste a gente amar demais
                             E
E no futuro algo vem acontecer
E                                  B7
Não me censure por agir desta maneira
                              E
Você bem sabe que a amo loucamente
E                                B7
Vou fazer pra esquecê-la de uma vez
                              E
Nem que eu tenha que sofrer eternamente
E                              B7
O tempo passa tudo acaba é a vida
                           E
O sofrimento domina o coração
                                 B7
Porém é tarde prá reviver o passado
                                     E
De uma lembrança que ficou na solidão
Conselho de Amigo
Tom: A
Intro E A E A E
A
Amigo,
Veja o quanto esta errado
                  A7
Fazendo da sua esposa
         E
Uma empregada
Cuidado,
Que você ainda vai perdê-la
    D            E     A        A7
Esta mulher está sendo mal-amada
D
Se voce,
Der a ela
           A
O que dá a outra
                   A7          D
Joiás caras, roupas finas e tudo mais
Voce vai ver,
        E
Que ela é muito mais bonita
E além de tudo
          E7               A
É somente sua e de ninguém mais
(intro) E A E A E
E
Amigo,
Esta mulher até chorou
          D
Pra dar a luz
E
A cada filho
         A     A7
Sei que sofreu
E
E agora,
Você a maltrata e despreza
        D
Esta coitada
E                     A  A7
Pobre mãe dos filhos seus
D
Amigo,
Nao precisa sentir vergonha
       E
De ouvir a verdade nua e crua
Você tem que felicidade
        A   A7
Em sua casa
E
Cuide bem,
     D
Se a perder
      A
A culpa é sua...
(intro) E A E A E
E
Amigo,
Esta mulher até chorou
           D
Pra dar a luz
E
A cada filho
          A    A7
Sei que sofreu..
E
E agora,
Você a maltrata e despreza
       D
Esta coitada
E                     A
Pobre mãe dos filhos seus....
Viva a Vida
Tom: E
Intro: A E B7 E E7 A E B7 E
 1ª Parte:
      E
 Quebrei a taça da amargura
 Atirei seus pedaços ao vento
                           B7
 Gritei bem alto ; Viva a vida
 O sol que andava meio ausente
 Voltou a brilhar novamente
        A                 E
 No sorriso da mulher querida
            E
 As minhas lágrimas secaram para sempre
 Sua presença mandou a saudade embora
            E7                  A
 Não sinto mais esta ansiedade louca
                                 E
 Quando de amor estava quase morrendo
                                    B7
 Senti seus lábios para vida me trazendo
                            E
 Qual inspiração de boca a boca
 
 Refrão:(2x)
     A
 Só o amor vale tudo na vida
                       E
 Só o amor é a inspiração
                            B7
 Sem amor a esperança é perdida
                            E
 Por amor escrevi esta canção
 *Repete tudo...
A Caminho do Além
Tom: A
Intro:  A   A7   D   D   E7   E7   A
        A   A7   D   D   E7   E7   A   E7   A
        A                  E7
Sou um homem que não tem amigos
                              A
Mesmo assim vivo alegre a cantar
                           E7
A mulher que mais amei na vida
                             A
Sem motivo abandonou no meu lar.
        E                D
Eu não posso dedicar o amor
                  A
A quem não deu valor
               E
Só me fez padecer
                          D
Vou seguir a caminho do além
                 A       E7      A
E jamais por alguém eu irei padecer.
       A                E7
Eu comparo sempre minha vida
                          A
Com a sereia que vive no mar
                        E7
Com seu canto tão apaixonado
                             A
Eis porque vivo sempre a cantar.
        E                D
Eu não posso dedicar o amor
                  A
A quem não deu valor
               E
Só me fez padecer
                          D
Vou seguir a caminho do além
                 A       E7      A
E jamais por alguém eu irei padecer.
         A                   E7
Mesmo assim não perdi a esperança
                             A
De encontrar um verdadeiro amor
                        E7
Que me faça feliz nesta vida
                           A
Afastando pra sempre esta dor.
        E                D
Eu não posso dedicar o amor
                  A
A quem não deu valor
               E
Só me fez padecer
                          D
Vou seguir a caminho do além
                 A       E7      A
E jamais por alguém eu irei padecer.
Pobre Coração
Tom: C
  C                                  G7
Eu não consigo mais viver tranqüilamente
                               C
O sofrimento exterminou minha ilusão
                    F              C
Preciso ser forte pra que eu possa resistir
                  G7           C
Pobre do pobre do meu pobre coração
   G7      F      C
Amor, onde se encontrar
    D7      G7         C
Venha libertar me desta dor
    G7     F              C
Porque já sofri demais
                       D7        G7        C
Jamais serei capaz, capaz de viver   int.
O Seu Retrato
Tom: C
		  C
Arrumando as coisas em meu quarto
                Dm
Fiquei muito triste
  G                                          C
Revirando meus velhos papéis o que foi que achei
Sua foto amarela esquecida estava jogada
  G                                         C
Num instante me vi na saudade e depressa peguei
  F                                         C
O passado já quase esquecido retornou o quarto
   G                                         C
E o retrato mostou-me seu rosto quando eu chorei
Refrão:
  G                         C
Alucinações de amor nas recordações de alguem
         G                                     C
Velhas lembranças que o tempo levou mas não destruiu
        F        G                   C
Se eu soubesse amor que hoje encontraria
        G                                      C
Teria queimado esse seu retrato quando você partiu
  C                                         Dm
Eu pensava que já não lembrava nossa desventura
  G                                    C
Que tivesse curado de tudo quanto já sofri
Eu pensava que já não pensava em nosso romance
  G                                       C
Que você fosse apenas um caso dos que já vivi
  F                                      C
Mas agora revendo seu rosto sei que me enganei
  G                                     C
Você é o resumo de tudo que sonhei pra mim
(Refrão)
O Dono do Mundo
Tom: C
		Am
Ódio, quanto ódio
        Dm
Tanta guerra
    G7
Não sei explicar , eu só sei
                 Am    E7
Que esse ódio consome
Am
Maldade, crueldade
         Dm
É o que impera
       G7
Nesta selva de pedras
                    Am
A fera mais fera é o homem
     Dm
Como pode um pássaro de aço
             Am
Aterrorizar tanto
                        Dm
Deixando mundo , to em pranto
                           E7
Gente que mata , pronto a morrer
      Dm                                  Am
Quero ver o poderoso que grita , calado e mudo
                                   Dm
de cara com o Homem que é dono de tudo
                            E7
Negar as maldades pra se valer
Dm                                  Am
Dizendo ao homem eu sou o fulano de tal
                                      Dm
E ao ver o seu reinado que chega ao final
               E7
Pergunta a si mesmo
            A        E7
Que homem é esse ?
A
Eu sou aquele que um dia nasceu
Pra pregar o amor que morreu
                E7
Prometi um dia voltar
Vim consertar o que você quebrou
Devolver as vidas que levou
                        A    E7
Todo o pranto eu vim enxugar
     A
O perdão
Quantas vezes eu já perdoei
Sempre ao lado do pai te esperei
               A7        D
E você simplesmente esqueceu
Tudo fiz
                           A
E morri pelo amor mais profundo
                         E7
Mas sou eu o dono deste mundo
           D        E7         A   A7
Que o meu pai construiu e lhe deu
D
Eu voltei
                            A
Pra julgar-te por tudo que fez
                        E7
Só te digo pela última vez
                       A    E7 A
Sou Jesus , o Rei dos Reis

 

Tempestade de Paixão 
Tom: G
Intro: C  D  G  Em  C  D  G  D  C/E  D/F#
   G                          C
O tempo está fechando e me parece
               G           C  D7
Vai chover dentro de mim
   G                        C
E esse clima quase me enlouquece
           D             D4 D
Toda vez é sempre assim
   C
Relâmpagos,trovões e vendaval
   G                     Em
No horizonte da minha paixão
  D                            C
Anunciando novamente em minha vida
                 G    C  D7
Tempestade de paixão
  G                         C
O tempo quando fecha é solidão
                          G     C  D7
Que está rondando a minha cama
   G                        C
É chuva,é enxurrada no meu peito
               D            D4  D
Transformando tudo em lama
  C
E surge o branco da minha esperança
  G                          Em
E marca a ferro e fogo o coração
        D                          C
Abre a porta entra a saudade vira fera
                 G     G7
Fecha todas as saídas
            C
Chove sem parar
                           G
É chuva,é lágrima do meu olhar
                                 D
É pranto que rola e não dá pra evitar
                                 G   G7
Passo a te buscar na solidão da rua
             C
E é sempre assim
                            G
Espero sozinho uma nova estação
                                D
Que traga de volta meu sol de verão
                C                   G
E jogue a minha vida nos braços da sua
Minha Culpa
Tom:  E  
Intro: E B7 E E7 A B7 E
Aaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhh... huuu!! Hohupe!
Como é triste um homem apaixonado amigo!
E
Faz três dias que passo bebendo
                              B7
Quantas noites que não tenho sono
Que passo acordado em meu leito
         A         B7      E
No mais triste e cruel abandono
Nem que eu queira esconder não consigo
     E7                 A
Os erros por mim praticados
                           E
Se no júri do amor fui o réé....ÉÉU!
B7                        E
Foi bem justo eu ser condenado
B7
E os meus filhos nem sei como vivem
                           E
Se me odeiam confesso nem sei
B7
Se me julgam culpado de tudo
                         E
Eu entrego nas mãos de Deus
B7                          E
Pois um homem que sofre inocente
B7                     E
Por direito merece perdão
E7                          A
Reconheço minha culpa é de mais
B7                      E
Sofre e chora pobre coração
(intro) E B7 E E7 A B7 E
Hohuuuuup!!! Hohuuuuuuuup!!!
Iiiiiihuuuuuuuuuu!!!
Eu sempre digo que dinheiro eu não tenho
Mas paixão é de mais!
(repete tudo) 
	  
Resto de Gente
Tom: G
Intro:  B7 Em B7 Em
Em
Não sou agressivo
             D7                G
Ao menos que o mundo me torne assim
              B7
Sou um homem perdido
                                Em
Vagando na sombra de uma vida sem fim.
Sou resto de gente
 Am              C7                 B7
Na frente dos olhos de quem quiser ver
  Am           Em
Mas tenho esperança
     B7                         Em
Que um dia melhor amanhã vou viver.
Recordo o passado
   C7               B7
E vejo uma vida de felicidade
            Am
Onde fui o mestre
                               Em
E o dona da casa e o rei da bondade.
         Am
Falsos elogios
  C7                          B7
Fingidos amores a mim se entregaram
             Em
Acabou o dinheiro
      B7                          E
E os meus companheiros me abandonaram.
Senhor...
                           B7
Eu não reclamo e nem lastimo a sorte
                                        E
Te rendo graças por tornar-me um homem forte
 Am             B7              E   B7    E
Pelo castigo que me impõe compreender....
Senhor...
                                   B7
Mande alguém a quem matei a fome outrora
                                        E
Pra que me encontre e me estenda a mão agora
       Am             B7       Em  B7   Em
Pra que eu possa minha vida refazer.
Paixão da Minha Vida
Tom: C
Intro: C B C G7 C
C           G7       C
Paixão de minha vida
        G7          C         G7
Mulher querida, meu anjo adorado
    Dm   C      G7
Razão do meu viver
F          G7                F       C   G7
Sinto prazer quando estou ao teu lado
C         G7        C
Você me realiza
                      C7            F
E não precisa de um truque qualquer
                              C
Meu desejo é que seja somente
 G7                   C
Eternamente minha mulher
F        Dm  G7             C
Obrigado amor por me dar calor
   G7                 F                C
Jamais amei outra pessoa como te amo tanto
F         Dm  G7             C
Obrigado amor por gostar de mim
 F           Dm                    G7            C
Minha vida começa em teus braços e neles tem fim
C            G7         C
Eu andava no mundo sozinho
 G7              C                  G7
Sem ter um carinho nem o amor de ninguém
    Dm   C                G7
O destino cruzou nossos passos
F          G7          F           C   G7
Caí nos teus braços enfim sou alguém
C         G7       C
Você me realiza
      C7                        F
E não precisa de um truque qualquer
                        C
Meu desejo é que seja somente
  G7                      C
Eternamente minha mulher

 

Minha Voz
Tom: C
Intro: F C G7 C G7 C
C             G7               C
Minha voz que tanto sucesso faz
   G7       C                            G7
Levando alegria e paz aos meus fãs adorados
Minha voz  que aos quatro cantos do mundo
        F                  G7             C
De mansinho cala fundo aos corações apaixonados
C               G7               C
Com esta voz já ganhei tanta riqueza
   G7           C            C7               F
Tanto luxo e nobreza, mas de nada adiantou
                                       C
Com esta voz  já conquistei bem tanta gente
         D7                    G7           C
Mas quem amo loucamente  não conquistei seu amor
 G7                             C
É uma prova  aquela grande verdade
           G7              F                 C
Que duas felicidades  num tempo só não existe
 G7                                 C
Hoje eu canto  com minha voz entristecida
      D7               G7                       C
Pois minha deusa querida  fez de mim, um homem triste

 

Paixão da Minha Vida
Tom: C
Intro: C B C G7 C
C           G7          C
Paixão de minha vida
        G7          C       G7
Mulher querida, meu anjo adorado
    Dm   C       G7
Razão do meu viver
F         G7                F          C   G7
Sinto prazer quando estou ao teu lado
C         G7        C
Você me realiza
                      C7             F
E não precisa de um truque qualquer
                        C
Meu desejo é que seja somente
   G7               C
Eternamente minha mulher
F            Dm  G7         C
Obrigado amor por me dar calor
   G7                F                C
Jamais amei outra pessoa como te amo tanto
F            Dm  G7           C
Obrigado amor por gostar de mim
   F           Dm                    G7                   C
Minha vida começa em teus braços e neles tem fim
C         G7           C
Eu andava no mundo sozinho
 G7              C                    G7
Sem ter um carinho nem o amor de ninguém
    Dm   C                G7
O destino cruzou nossos passos
F           G7          F            C   G7
Caí nos teus braços enfim sou alguém
C         G7       C
Você me realiza
                      C7          F
E não precisa de um truque qualquer
                         C
Meu desejo é que seja somente
 G7                      C
Eternamente minha mulher

 

Minha Voz
Tom: C
Intro: F C G7 C G7 C
C                        G7     C
Minha voz que tanto sucesso faz
   G7       C                            G7
Levando alegria e paz aos meus fãs adorados
Minha voz  que aos quatro cantos do mundo
          F                  G7             C
De mansinho cala fundo aos corações apaixonados
C             G7               C
Com esta voz já ganhei tanta riqueza
    G7           C            C7          F
Tanto luxo e nobreza, mas de nada adiantou
                                       C
Com esta voz  já conquistei bem tanta gente
               D7                    G7           C
Mas quem amo loucamente  não conquistei seu amor
    G7                      C
É uma prova  aquela grande verdade
         G7              F                 C
Que duas felicidades  num tempo só não existe
G7                                  C
Hoje eu canto  com minha voz entristecida
            D7               G7                    C
Pois minha deusa querida  fez de mim, um homem triste

 

Minha Volta
Tom: F
Intro:  C7 F C7  F
F
Eu preciso contar a verdade
                         C7
Não adianta a gente esconder
Um bom filho quando sai de casa
  Bb         C7      F
Sofre tanto pra sobreviver
Os costumes são bem diferentes
                    F7         Bb
E a gente sofre tanto e como sofre
                            F
As pancadas do mundo doem tanto
     C7                    F
Mas a gente precisa aprender.
   C7
Eu voltei
                            F
Pra rever os amigos de infância
                                   C7
Que me incentivaram com força e esperança
 Bb                          F
Pra que eu fosse o artista que sou.
     C7
Eu voltei
                              F
Lutei bastante, fui honesto e venci
                                     C7
Apanhei da vida mas as lições eu aprendi
                              F
Só me resta com meu hino agradecer.
F7 Bb            F7       Bb
Nesta longa estrada da vida
                          F7
Vou correndo e não posso parar
 Eb                          Bb
Na esperança de ser campeão
 F7                      Bb
Alcançando o primeiro lugar.

 

Prova do Tempo
Tom: E
Intro: E7 A A7 D A E7 A
A                        E7
Quando eu te vi pela vez primeira
  D                           A
Senti algo estranho dentro de mim
              A7              D
Nem ao menos pensei que pudesse surgir
       E7                      A
Um amor bem forte de repente assim
B7                        E
Só mesmo o tempo poderá te provar
  B7                           E
O quanto te adorei e o quanto eu te quis
     D                     A
De que vale ter milhões em ouro
         E7                         A
Se com a pessoa amada não posso ser feliz
"É sempre assim amigo"
A                     E7
Sei que nesta vida tudo se acaba
   D                                    A
Estas foram as palavras que o Mestre pregou
             A7              D
E por que desfazer dos que são pequenos
        E7                                  A
Se nascemos e morremos sempre pelo mesmo amor

 

Explosão de Amor
Tom: B
Intro: B E B E B
B
Você é minha glória nesta vida.
             E             B
Minha jóia preciosa e preferida.
       G#7              C#m   A   G#7
Energia que preciso pra viver.
           C#m               F#7
As horas de alegria que eu vivo.
     D#m                      F#7
De repente vejo todas, sem sentido.
        C#m        F#7        B E  F#7
Se não forem vividas com você.
B
No teu corpo, encontrei o paraíso.
          E              B
Troquei tristeza, por sorriso.
           B7             E
Amor assim jamais eu conheci
                            B
Você, é minha fonte de carinho.
                                       F#7
De um leão, me transformou num carneirinho.
             E               F#7   B   B7
Meu amor como você me faz feliz.
                 E                  B
Nosso amor é feito de prazeres e paixões.
                          F#7
A cada dia temos novas emoções.
                       B
Entre beijos, abraços e suor.
 E                                      B
Nossos corpos são dois explosivos em fogueira.
                                    F#7
Um abraço - ou - uma simples brincadeira.
                                   B
Termina sempre em uma explosão de amor.
Ser Humano
Tom: A
Intro: E7 A E7 A E7 A E7 A
A
Sei que todos os homens
                           Bm
Tem o direito de viver a vida
  E7                        D
Infelizmente este pobre  homem
 E7        A                C#m
Não pode viver um  ilusão, um amor
     F#7                     Bm
É um dos motivos do meu padecer
  A                    E7
E viver assim como eu vivo
                               A
E bem preferível a gente não viver.
   Bm                      D
Já fui enganado por falso amores
  E7             A
Que se aproximavam de mim só pra me destruir –
        Bm                       E7
Mas tenho esperança – tudo que perdi
                                A     A7
Com ajuda do mestre vou reconstruir.
    D                 Dm
Já fui criticado até humilhado
 A
Pois coisa que não deviam acontecer
   Bm                                    E7
Se as plantas têm vida por que este ser humano
                           A
Não tem o direito de sobreviver.
Canto de Saudade
Tom: C
Intro: F C G7 C C7 F C G7 C
C                    G7        C
Mandei arrumar meu carro velho
                          G7
Vai voltar a rodar outra vez –
 F                       G7
Herança do meu velho pai
                                 C   C7
Que há muito tempo um presente me fez.
F
Um carro de boi,
                        C           G7       C
Meu velho se foi, u vou carrear com você –
  F                                     C
Seu canto bonito vai soar no infinito
               G7                       C
E este filho vai chorar de saudade outra vez.
(falado)
Me lembro quando em criança
Meu velho pai com seu carro de boi.
E assim minha infância se foi
Ficando somente a grande saudade
De tudo aquilo que não volta nuca mais.
Minha Súplica de Amor
Tom: C
Intro: C G7 C G7 C G7 C
C
Passe o tempo que passar
Sei que sempre irei lembrar
                              G7
Bons momentos com a mulher querida
Quanto tempo se passou
Que não tenho seu calor
                    F     C
Pra dar força a minha vida.
C
Cada dia parece um mês
Cada mês representa um ano
                     C7      F
Quando a gente tem que esperar...
                          G7      C
 A minha esperança esta quase morta
                                       G7
Se um dia arrependida bater em minha porta
                             C      C7
Não tenho certeza se vou perdoar.
F
Querida você me conhece bem
                    G7         C
E acima de tudo sebe como eu sou
                               G7
Os nossos costumes só nos entendemos
                               C     C7
E pro que vivemos um longe do outro.
F
Meu bem eu não sou ruim
                    G7          C
Faça de mim o que bem entender
                                   G7
Por favor eu peço entenda o que eu digo
                            C
Volte comigo e me ajude a viver.
Cruel Saudade
Tom: C
Intro: G7 C G7 C
C
Sei que meu ex-amor nem esta sabendo
                              Dm
Quanto estou sofrendo pra me acostumar –
                         G7
A cruel saudade agarrou comigo
  F            G7             C
Parece castigo, não quer me deixar.
C
Quero lhe dizer com toda a certeza
             C7                F
Só mesmo a natureza pode me mudar
                              C
Mesmo sendo fraco preciso resistir
                       G7
Meu sublime amor não dividiu
    F                     G7             C    C7
Nem  que as vezes tenha que enfrentar a morte
 F                                  C
Agora eu sei o quanto é triste ser enganado
                       G7
Meu coração hoje abandonado
 F            G7             C    C7
Por eu te feito tanto alguém sofrer....
F                              C
Só eu sei como é ruim como eu vivo
                              G7
Este sofrimento para mim é castigo
     F           G7          C
Pois tenho muito mais é que sofrer.

 

Mudança
Tom: C
Intro: F G7 C Dm G7 C C7 F G7 C Dm G7 C
C              G7                     C
Vou mudar de roupa , andar de chinelo
                                G7
Meu cabelo curto vou deixar crescer –
  F                            C
Minha barba grande cobrirá meu rosto
      D7                                   G7
Se alguém me encontrar não vai me reconhecer.
 F                                C
Vou sair sem rumo, andar nos desertos
    G7                          C  C7
Sem ninguém por perto pra me ver sofrer –
 F                                C
Vou sair sem rumo na dar nos desertos
         G7                            C  C7
Sem ninguém por perto pra me ver morrer.
C    G7                     C
Tudo acontece na vida de um homem
                                      G7
Quando perde a ilusão que é a razão de viver
  F                       C
Sentindo na mente a culpa de tudo
   D7                     G7
As vezes fica mudo sem nada dizer.
        F                       C
Sou um homem triste vagando na rua
      G7                      C  C7
Sou folha caída que o vento levou
      F                           C
Sou um homem triste vagando no mundo
      G7                            C  C7
Sou fruto do tempo que alguém plantou.
Triste Lição
Tom: C
Intro: F C G7 C C7 F F C G7 C
C
Nem tudo esta perdido entre nós dois
                         Dm
Procure se conter como quiser –
          G7
Não faça do futuro uma certeza
         Dm                  G7    C
Cuidado com seu nome de mulher.
C
Se julga certa por favor não volte atrás
                 C7              F
Deixe correr o processo deste amor
              G7                C
Essa demanda eu mesmo vou defender
    Dm                G7          C
Sem assinatura do juiz sou vencedor.
 G7                                C
Sei que jamais vou conseguir viver contigo
G7                                    C
Mas sou amigo , não a deixarei na rua –
    F                               C
Sei que pretende dar uma volta ao mundo
 Dm               G7                C
Ao regressar pode entrar a casa é sua.
   G7                           C
Neste momento eu não sei como agir
Se vou ou fico a decisão será na hora
   G7                     C
Se entender tudo isso como lição
 Dm                  G7                   C
Lhe estando a mão, digo adeus e vou embora.

 

Decepção
Tom: A
Intro: A E7 A E7 A E7 A E7
A             E7                      A
Casei contigo na lei do homem e na lei de Deus
                             E7
Você estava tão linda vestida de noiva
 D                                A
Aquele branco representava tanta pureza
     E7                   D            E7               A
Talvez de alegria eu vi o seu rosto  banhando de pranto.
A                    E7                        A
Na igreja enfeitada nos recebemos tantos parabéns
              A7                      D
E uma chuva de arroz caiu sobre nós ao sair da igreja
                  E7                           A
Um brinde aos noivos durante a festa que estava animada
 E7                      D        E7                A
E depois partimos pra lua-de-mel por nós tão sonhada.
 E7                                 A
Que decepção agora eu estou sentindo
         E7                                  A
Ontem eu estava sorrindo quanto te dei meu nome....
   E7                            A
 Agora estou chorando depois de casado
 D                     E7
Desiludido e inconformado
                                A
Por eu não ser o seu primeiro homem.
Resto de Gente
Tom: Em
Intro: B7 Em B7 Em
Em
Não sou agressivo
              D7                G
Ao menos que o mundo me torne assim
               B7
Sou um homem perdido
                              Em
Vagando na sombra de uma vida sem fim.
Sou resto de gente
         Am           C7             B7
Na frente dos olhos de quem quiser ver
  Am                    Em
Mas tenho esperança
      B7                         Em
Que um dia melhor amanhã vou viver.
Recordo o passado
  C7               B7
E vejo uma vida de felicidade
            Am
Onde fui o mestre
                            Em
E o dona da casa e o rei da bondade.
         Am
Falsos elogios
C7                          B7
Fingidos amores a mim se entregaram
            Em
Acabou o dinheiro
             B7                          E
E os meus companheiros me abandonaram.
Senhor...
                                 B7
Eu não reclamo e nem lastimo a sorte
                                       E
Te rendo graças por tornar-me um homem forte
Am                    B7            E   B7    E
Pelo castigo que me impõe compreender....
Senhor...
                                 B7
Mande alguém a quem matei a fome outrora
                                        E
Pra que me encontre e me estenda a mão agora
                     Am             B7       Em  B7   Em
Pra que eu possa minha vida refazer.

 

Tô Com Ela
Tom: G
 G                       D7
Tô, tô, tô, eu estou com ela
                            G
Tô, tô, tô, estou ligado nela
        G7                 C
Tô, tô, tô, estou grudado nela
                   G
Seja dia ou seja noite
        D7                       G
Em qualquer lugar eu estou com ela
G                             D7
Se vou pro trabalho eu tô com ela
                           G
Se estou no carro eu tô com ela
             G7               C
Se vou pro estádio eu tô com ela
              G
Quando sai um gol
     D7                  G
Se não tem bandeira eu agito ela
G                                     D7
Festa de peão o meu coração se desmoronou
                                     G
Por uma menina um jóia fina se apaixonou
 G7                                         C
Namorei com ela e entrou bem nela uma lembrancinha
                            G
O nome da peça eu não vou falar
                 Am      D7           G
Use a cabeça pra adivinhar, é pequenininha.

 

Direito de Chorar
Tom: A
Intro: A E7 A E7 Bm7 E7 A C#m E7 Bm A E A
A         E7                   A
Saudade por que você me judia tanto.
        A7                           D
Por que não acaba comigo, logo de uma vez.
 E7        Bm               E7                       A
Quando vai o dia, quando vem a noite, é mais um tormento.
  E7                         D                   E7         A
Se deito não durmo, e se durmo sonho com meu sofrimento.
     E7     A
Senhor!
                            D    E7
Porque esse homem merece sofrer,
                          A
Tanto porque será?
E7
Senhor!
D                         E7
Não suporto mais, tenha piedade.
                               A
Me de o direito, ao menos de chorar.
Adeus
Tom: Am
Am                   G
Meu bem eu não sei por que
               F            E
Você me faz sofrer tanto assim
Am              G
Eu sei que o nosso amor
                F
Com essa grande dor
             E
Vai chegar ao fim
Am                          G
E você vai seguir os seus passos
                       F
Viver de braços em braços
             E
Me fazer infeliz
Am             G                 F
A Deus eu entregarei meu pobre coração
E         Am
E feliz serei
Am                         F E Am
Adeus... Adeus.... Adeus.

 

Fim de Noite
Tom: C
C
Madrugada, fim de noite !!!
Porque não devolve a mulher que dormiu em meus braços
               G
Na mesa de um bar
                                                 F   G   C
Madrugada, você é culpada porque me ajudaste com ela encontrar
Madrugada, fim de noite !!!
                                            F
Momento exato em que ela sorriu, jurou me amar
                  C                         G
Ela já sabe quem sou somente não sabe onde estou
       F     G         C
E com ela preciso encontrar.
(intro)
Madrugada, fim de noite !!!
                                                        G
Quem dera voltar ao passado e ter ao meu lado aquela mulher
                                                 F G   C
Madrugada, eu dou o que tenho até minha vida, se ela quiser
Madrugada, fim de noite !!!
                            G             F
Estarei ansioso de braços abertos se ela vier
                   C
Madrugada, fim de noite...
              G                                     C
Lhe peço por Deus, me mande de volta este amor se puder.
Anjo Loiro
Tom: D
   C 
Na casa que o meu bem mora 
   G               C 
Ao lado do seu portão 
Eu escrevi o meu nome 
                  G 
Dentro de um coração 
   F 
Expressei meus sentimetos 
   C 
A quem passa  por aqui 
                      G 
Vai saber que já tem dono 
                 C 
O amor que mora ali 
           G 
É um anjo loiro 
               C 
Dos cabelos cacheados 
                      G 
Um metro e setenta e cinco 
                C 
Meu pedaço de pecado 
           G 
É uma paixão 
                        C 
Que rasga o peito pelo avesso 
 C7                  F 
Trinta e cinco de cintura 
         G                C 
Cem por cento que eu conheço 
G                C 
Ai, esse amor me mata 
           G       
A saudade dói, solidão corrói 
             C 
A paixão maltrata 
G                 C 
Ai, entrou no meu peito 
               G 
Feito um passarinho, fez o seu ninho 
                C 
E não tem mais jeito 

 

Majestade a mulher
Tom: C
Intro: C G Dm Am  
C                              Am Dm C 
Acordou o meu sorriso adormecido 
C                                    Dm 
Trouxe um brilho diferente ao meu olhar 
        F                         G 
Fez meu mundo acontecer mais colorido 
     F                G            C  G Dm Am 
Coisas que só a mulher nos faz enxergar 
F              Bb            F 
Pra ser um grande homem tem que ter 
     G                    C  
A majestade da grande mulher 
         C       Bb        C    F           Abm 
Hoje eu quero na canção agradecer mais uma vez 
     C             F       G       C     F  G 
Todo bem que nesta vida você já me fez 
C                   G 
Olha aqui minha mulher 
Dm                C  C7 
Eternamente meu amor 
         F              Fm 
Não me canso grito ao mundo 
         C         Am 
Quantas vezes eu puder 
       Dm                  G            F             C    G   Dm   Am 
Que o maior brilho de um homem está na luz de uma mulher 
Esquecido
Tom: F
Intro: F, ( C7, F, C7, F) (2x)
 
F                                            C7 
Meu amor faz hoje um mês que pro você fui desprezado  
                                   F  
Gostaria de saber como é que tem passado  
                                      C7 
Enquanto aqui sozinho vivo como você sabe 
                                        F  
Soluçando dia e noite por não ter felicidade! 
 
F7            Bb                      F  
Rudemente me pediu que esquecesse de você  
            C7         Bb          C7            F    
Mas eu sou tão esquecido que esqueci de lhe esquecer  
F7                        Bb                   F 
Essas frases não são minhas, o autor eu não conheço  
         C7           Bb         C7      F         
Copiei para dizer que esqueci de lhe esquecer  
            C7             F  
Mais de te amar eu não esqueço! 
 
F                                            C7  
Meu desejo é que esta carta ao chegar em sua mão  
                                      F  
Lhe encontre com saúde cheia de satisfação; 
                                            C7  
Será grande o meu prazer ao saber que está feliz  
                                             F  
Mesmo sendo desprezado, o seu bem eu sempre quis.

 

Esquina do Adeus
Tom: A
Intro: (A D E7 A E7 A ) (2x)
 
A 
Navegando vida a fora pelo mar da esperança  
                                            E7 
Aprendi desde criança sobre as ondas me manter  
 
Ao raiar da juventude vi passa de pressa os anos  
                                         A    B7 
Na maré das desenganos consegui sobre viver! 
                                           E 
E venci esta jornada de furacões e tempestades 
                     B7                E  
De mentiras e verdades que vida todos tem 
 A                           E7             A                       
Mas perdi a grande luta para uma dor constante 
                  E7                      A 
A saudade alucinante que eu sinto de alguém!     Introdução 
 
A 
Guardiões dos navegantes deste mar misterioso  
                                           E7 
Que destino caprichoso, me pergunto, é o meu  
 
Se o passado está morto nos confins da mocidade 
                                               A   B7 
Por que vivo de saudade de um amor que já morreu? 
                                                  E 
Olhos tristes sonhadores que me olhavam com ternura 
                      B7                        E  
Quando eu era a criatura mais feliz que pode haver 
    A                      E7           A                    
Qual será o felizardo que agora te fascina 
                 E7                       A   
O encanto de menina, nunca pude te esquecer!      Introdução  
 
A 
Quantas vezes eu comparo o passado e o presente  
                                            E7 
Tu surgiste mansamente enfeitando os dias meus  
 
Fui feliz mas veio o tédio como sempre dominando 
                                        A   B7 
E deixei-te soluçando na esquina do adeus! 
                                           E 
Tu me amaste na idade da paixão mais comovida 
                  B7                    E  
Mas saí da sua vida sem notar o que deixei 
   A                        E7                A  
Já cansado da procura de ilusão e sonhos loucos 
                          E7                        A  
Hoje estou morrendo aos poucos pelo amor que desprezei!

 

Jornada da Vida
Tom: C
Intro:G7 F G7 C  
 
C   G7     C 
Amigos meus eu encontro de volta na estrada 
 
De retorno eu não trouxe nada 
                          G7 
A não ser o cansaço do tempo... 
   F                       G7 
o passado me tras ao presente  
   F                     G7 
No futuro pensei novamente  
           F          G7         C 
Mas confesso já nem sei quem sou eu. 
 
 
No meu mundo por onde andei  
  
Boas sementes com carinho plantei  
              C7               F 
Pra que os outros possam colher 
              G7       C 
Com esta jornada da vida  
                           D7 
Minha missão já está cumprida 
       G7                  C 
Só espero um presente de Deus.

 

Mãe de Leite
Tom: A
Intro: A E7 A  
 
A 
Quando vim ao mundo pequenino e tão fraquinho  
                                      E7 
Ninguém esperava que eu fosse sobreviver  
 
Minha mãezinha, Deus a tenha junto a ele  
                                             A 
Deu a vida pela minha pra que eu pudesse nascer.  
 
Sem perdoar-me pelo golpe tão profundo  
                                            E7 
Meu pai saiu pelo mundo e sem amparo fiquei só 
 
Mas Deus é justo e colocou no meu caminho  
                                       A      A7 
Uma Santa criatura que deste pobre teve dó.  
 
                D                     A 
Minha mãe de leite é o sol da minha vida  
                E7                  A      A7 
Minha mãe de leite me deu o seu calor  
                D                          A 
Minha mãe de leite peço a deus que te proteja 
                    E7 
E onde quer que esteja  
                                             A 
Estarei sempre a teu lado te amparando com amor. 
 
A 
Salvou-me a vida com seu leite precioso 
                                              E7 
Pois o seu recém nascido nosso Deus também levou  
 
Eu que era só então ganhei uma mãezinha  
                                             A    A7 
Ela então ganhou um filho e com carinho me criou.  
 
 
Minha mãe de leite........ 
 
A 
Hoje sou um homem de respeito e muito honrado  
                                     E7 
De bebe abandonado  tornei-me um vencedor  
 
Quantas crianças que não tem a mesma sorte  
                                             A 
Ou se entregam com a  morte ou vivem com desamor 
 
Vão pelo mundo maltratando o semelhante  
                                           E7 
Se vingando todo instante ou fazendo bem pior  
 
Quando bastava uma mão segura e forte  
                                        A       A7 
E um pouco de carinho para tudo ser melhor.  
 
 
Minha mãe de leite........

 

Meu Caminho
Tom: C
Intro: G7 C F Em C Dm G7 F C  
 
C                          A7                        Dm 
Eu peço desculpa se esta noite eu chorar a noite inteira 
                                 G7                   C 
É porque não posso controlar meu pranto uma vida inteira. 
           Gm            C7                       F 
Pobre de mim sofredno assim por quem jà não me quer,  
                     C                   G7                      C  C7 
Mas vou levando a vida enganando a mim mesmo até quando Deus quiser.  
 
F                                       C 
Infelizmente eu fui o culpado de tudo aquilo que aconteceu 
              Dm                    G7 
Mas não a condeno se já não me queres pois na realidade  
                                          F        G7 
Confesso a verdade se existe culpa sigo o meu caminho  
                                  C 
E definitivamente para sempre adeus. 
 
F                        C   C7 
Adeus meu grande amor, adeus  
F             C 
adeus amor, adeus

 

Milagre da Flecha
Tom: G
Intro: C F D G C F G C  
 
                                                      G  
Era alta madrugada, já cansado da jornada, eu voltava pro meu lar  
                                                                      C  
Quando apareceu no escuro, me encostando contra o muro, um ladrão pra me assaltar  
                                                              G  
Com o revólver no pescoço, eu expliquei pro moço, tenho filho pra criar  
                                                             C  
Sou arrimo de família, leva tudo, me humilha, mas não queira me matar  
 
(Refrão)  
C     G                  C  
Ave Maria aleluia, ave Maria  
 
                                                           G  
Mas o homem sem piedade, um escravo da maldade, começou me maltratar  
                                                        C  
Pra ver se eu tinha medo, antes de puxar o dedo, ele me mandou rezar  
                                                           G  
Eu nunca tinha rezado, eu que era só pecado, imploreri por salvação  
                                                             C         
Elevei meu pensamento, descobri neste momento, o que é ter religião  
 
(Refrão)  
 
                                                       G  
Um clarão apareceu, minha vista escureceu, e o bandido desmaiou  
                                                                  C  
E morreu não teve jeito, com uma flechada no peito, sem saber quem atirou  
                                                                 G  
Nesta hora agente grita, berra, chora e acredita, que o milagre aconteceu  
                                                                 C  
De joelho na calçada, perguntei com voz cansada, quem será que me atendeu  
 
(Refrão)  
   
                                                                G  
Já estava amanhecendo, a alegria me aquecendo, quando entrei na catedral  
                                                      C  
Cada santo que eu via, eu de novo agradecia, e jurava ser leal  
                                                                G  
Veja o santo de passagem, não me toque nas imagens, me avisou o sacristão  
                                                                      C  
Pois lá ninguém explicava, uma flecha que faltava... na imagem de São Sebastião  
  
(Refrão)

 

Minha Decisão
Tom: A
Intro: (E7 A E7 A) 2 Vezes 
 
A                            E7 
(Quando voce caiu em meus braços  
                            A 
voce voou dos braçs de alguém  
                                 E7 
dos meus braços para outros braços  
         D                A 
muito breve irá voar também.  
 
                          E7 
Não disse nada que vai embora  
                        A 
mas percebi sua ingratidão  
        A7                D 
de que vale eu te-la comigo  
             E7             A   E7  A 
se existe outro em seu coração). 
    
          B7                  E 
Já não convém deizer que me ama 
             B7                E 
a noite passada sonhou com alguem  
       D                    A 
Esta noite eu confesso a voce  
               E7                         A 
mesmo sem querer sonharei com alguem também. 
 
(....) 
 
       B7                  E 
Já não convém deizer que me ama 
                B7             E 
Pois é muito ingrato seu coração 
          D                 A 
o meu desejo é que sejas feliz  
                 E7            A 
e assim vou cumprir minha solidão

 

Minha Prece
Tom: A
Intro: D A7 E B7 D A E7 A  
 
A                                                   E7  
Enquanto existir um amigo sequer sozinho não caminharei 
                                                      A 
Enquanto existir uma mão amiga a me amparar eu não cairei 
                                    A7                   D 
Enquanto no céu uma estrela brilhar nas trevas não ficarei 
                                                 A 
Enquanto existir motivo que é razão pra gente lutar  
           E7                              A 
Enfrente seguirei e derrota jamais irei gritar 
 
                           D 
Na jornada com tempo passando  
                       E7          A 
Não corra pisando em quem vem devagar 
                              E7  
Pois quem corre as vezes se cansa 
                                  A 
E nem sempre alcança o primeiro lugar  
    A7                     D 
Pela luta da sobre vivência  
                  E7                A 
Nem sempre a tendência é um final feliz  
                             E7  
Pense bem, pois não somos eternos 
 
Se no fim merecermos o inferno  
                                      A 
Não lastimaremos, pois o mestre assim quis

 

Moreninha Linda
Tom: G
G 
Moreninha linda se tu soubesses 
                          D 
O quanto padece quem tem amor 
     C                       G 
Talvez não faria o que faz agora 
D            C           G 
Quem te adora não tem valor 
 G           D                  C 
Não vivo sem ti sem ti não sei viver 
                      D 
Se eu perder seus beijos 
  C                     G 
Juro querida que vou morrer 
G           D                   C 
Vou sofrer por ti por ti vou sofrer 
C          D            C              G 
Se for meu destino apaixonado quero morrer.

 

Nossa Casa
Tom: A
A                                                             Bm 
Nossa está tão triste, ambição já não existe depois que ela mudou 
                      E7                                         A 
Passo horas no terreiro soluçando o dia inteiro e você nunca chorou  
                                  A7                             D 
Foi embora tão aflita só por que coisa bonitas não pude te oferecer  
                    A                     E7                  A 
Mas agora é diferente comprei tudo novamente esperando por você! 
 
A                                                                  Bm 
Pra você eu tenho agora lindas roupas de senhora e um lindo televisor  
                     E7                                          A 
Empregada, enceradeira, guarda-roupa, penteadeira e um refrigerador ? 
                                          A7                            D 
Entre as coisas bonitas tenho agora um toca-fitas pra ouvir quando quiser  
                     A                        E7                     A 
Minha voz com ansiedade, e sentir grande saudade se ausente eu estiver! 
 
A              E7                A 
Se muito em breve você não aparecer  
           E7                  A 
Vou resolver tudo isso sem demora  
             A7                           D 
Vou transformar nossas coisas tudo em brasa  
                    A           E7             A 
Vou botar fogo na casa e mando a empregada embora!

 

Nosso Romance
Tom: A
A          E7              A 
Será que  você não percebe  
                            E7  
Que sua ausência está me matando 
 
Será que você não sente  
                                 A 
Que as vezes eu bebo é porque te amo 
D       E7                 A 
Será que o amor em meu peito  
        A7                      D 
Por você não vai parar de crescer 
                    A 
Será que você não sente  
        E7                 A 
Que você somente me faz viver 
 
E7                  A 
Eu brigarei com o mundo  
        E7                            A 
Enfrentaria tudo sem  um pingo de rancor  
E7                 A 
Pra ser a minha rainha  
          E7                A 
Darei minha vida se preciso for  
D                        A 
O que eu não tenho em cruzeiro 
      E7    D       E7  
Deste maldito dinheiro  
      D         E7  
Eu tenho muito mais  
         D         E7       A 
E multiplico em matéria de amor  
 
A        E7               A 
Será que você não se lembra 
                              E7  
das nossas juras de amor infinito  
                              
Será que você não tem saudade 
                              A 
Do nosso romance que foi tão bonito 
    D        E7         A 
Será que em todo esse tempo 
           A7                 D 
Já não reconhece o quanto te amei  
                     A 
Será que não sente falta  
             E7                      A 
Dos doces carinhos que outrora eu te dei.

 

O Vai e Vem do Carreiro
Tom: F
Intro: C7 Bb C7 F C7 F C7 F  
 
F 
Carreiro vai, carreiro vem  
                                             C7 
Beirando matas, cordilheiras, campos e espigões 
 
Na estrada azul dos matagais 
                                        F  
Me acompanham passarinhos vindos dos sertões 
  
No peito seu eu sei que tem  
              F7                            Bb 
Seis bois puxando o carro triste do seu coração 
                      C7              F  
E a saudade emparelhada com a lembrança  
                 Bb          C7        F 
No amor a esperança, desespero e solidão.  
 
          C7             F    
(Carreiro vai, carreiro vem  
           C7                       F 
Rodando só pelo sertão cantando assim 
          C7             F  
carreiro vai, carreiro vem 
            Bb         C7              F  C7  F     
Na sua estrada de paixão que não tem fim.) 
 
F 
Carreiro vai, carreiro vem  
                                        C7 
Para bem longe do filhinho que ficou no lar  
 
Bem cedo sai e à tarde vem  
                                                 F 
Deitar nos braços de chiquinha sempre a lhe esperar. 
 
Solta sues bois lá no curral  
            F7                        Bb      
Quando no mato surge o claro raio de luar  
                  C7              F 
Pega na viola pra cantar sua poesia  
                Bb               C7       F 
Quando fora a brisa fria vem com ele duetar. 
  
F 
No vai e vem que o mundo dá  
                                          C7 
Vai o seu rastro rabiscando pedras e areiões  
 
Nos riscos só, deixando pó  
                                      F 
E o orvalho tremulando sobre mil botões.  
 
Igual ao sol passa por nós  
            F7                       Bb           
E a tarde deita no poente para repousar, 
                       C7            F 
Solta a boiada de estrelas cintilantes, 
                   Bb          C7        F   
Ruminando lá distante pelos campos com luar.

 

Oração do Sertanejo
Tom: A 
Intro: A Bm E7 A 
 
Falado: 
Senhor, pai dos pais que do trono Santo desceste 
Para aliviar nossos ais.Obrigado Senhor, muito obrigado. 
 
Cantado: 
 
A                                              E7 
Por quantas vezes curvaste o vosso corpo cansado 
                              D      E7         A 
Beijando terras estranhas num gesto puro e honrado. 
                         A7                D 
Chegando na Aparecida mostrai a vossa bonança 
  Dm                    A         E7               A 
Dai conforto e a esperança ao saudar os vossos fiéis.  
    A7               D    Dm                 A 
Tirai a vossa sandália, olhai a nossa bandeira  
                        B7      E7              A 
Pra que a terra brasileira possa beijar vossos pés.  
 
D                  A      E7             A  A7 
Senhor pais dos pais escutai o nossa canção 
D                  A      E7             A   A7 
Senhor pais dos pais pedimos a vossa benção  
D                  A         E7                 A 
Senhor pais dos pais que tanta humildade nos traz 
      E7                  A        E7           A 
Recebei como eterna lembrança o nosso canto de paz.

 

Porto Abandonado
Tom: G
Intro: (D7 G D7 G) (2x)
 
G                                               D7 
Como sofro sem paciencia por alguém ter me deixado  
                                               G 
Choro triste abandonado, só meu bem sabe por que. 
                                              D7 
Não consigo esquecer que um dia oa cair da tarde  
                                                 G 
Quando seus labios disseram um adeus pra nunca mais.  
 
                D7                       G 
Recordo o seu Amor que ficou gravado em mim 
                     D7                            G 
Eu não consigo esquecer mesmo estando distante assim 
                D7                  G 
Não sei onde está para poder te trazer  
                    D7                     G 
Nada mais posso fazer se o destino quis assim.  
 
G                                         D7 
Hei de ver-te novamente minha morena bonita  
                                            G 
Por favor volte pra mim pra aliviar minha dor  
                                             D7 
Venha ver o grande amor que deixaste abandonado  
                                        G 
Esquecendo o passado bem feliz vamos viver.

 

Saudade da minha terra
Tom: D
Intro: D A7 D A7 G F#m Em  
 
D                                                   F#m  Bm      A7 
De que me adianta, viver na cidade, se a felicidade não me acompanhar 
                                                 G       A7      D 
Adeus paulistinha, do meu coração, lá pro meu sertão eu quero voltar 
             G                                                      A7 
Ver na madrugada, quando a passarada, fazendo alvorada, começa a cantar  
                                                G     F#m     Em  D       
Com satisfação, arreio o burrão, cortando o estradão, saio a galopar 
           G                A7                              D   
E vou escutando, o gado berrando, o sabiá cantando no jequitibá 
 
(Intro) 
 
              D                                         F#m    Bm     A7 
Por Nossa Senhora, meu sertão querido, vivo arrependido por ter te deixado 
                                             G       A7       D 
Esta nova vida, aqui na cidade, de tanta saudade eu tenho chorado 
             G                                                        A7 
Aqui tem alguém, diz que me quer bem, mas não me convém, eu tenho pensado 
                                                  G      F#m    Em   D 
Eu fico com pena, mas esta morena, não sabe o sistema em que fui criado 
            G                   A7                                        D    
Tô aqui cantando, de longe escutando, alguém está chorando com o rádio ligado 
 
(Intro) 
 
              D                                         F#m   Bm        A7 
Que saudade imensa, do campo e do mato, do manso regato que corta as campinas 
                                               G      A7           D 
Aos domingos ia, passear de canoa, na linda lagoa de águas cristalinas 
              G                                                       A7 
Que doce lembrança, daquelas festanças, onde tinha danças e lindas meninas 
                                                 G   F#m     Em   D 
Eu vivo hoje em dia, sem ter alegria, o mundo judia mas também ensina 
             G                  A7                                    D   
Estou contrariado, mas não derrotado, eu sou bem guiado pelas mãos divinas 
 
(Intro) 
 
             D                                      F#m  Bm    A7 
Pra minha mãezinha, já telegrafei, que já me cansei de tanto sofrer 
                                                  G         A7      D 
Nesta madrugada estarei de partida, pra terra querida que me viu nascer 
            G                                                A7 
Já ouço sonhando, o galo cantando, o inhambu piando no escurecer 
                                                   G    F#m     Em   D 
A lua prateada, clareando as estradas, a relva molhada desde o anoitecer 
           G                 A7                                D    A7  D 
Eu preciso ir, pra ver tudo ali, foi lá que nasci, lá quero morrer

 

Sozinho Na Estrada
Tom: G
Intro: G D7 G D7 G D7 G  
 
G 
Em meu carro vou em disparada  
                                 D7 
Na longa estrada de um lido passado  
 
Imprimeindo mais velocidade  
                             C G 
Eu sinto saudade de um bem amado 
          C                     G 
Quantas vezes passei nesta estrada  
              D7                   G 
Com ela sentada no banco ao meu lado.  
 
     A7                           D 
Agora só ouço o bando do carro vazio  
                C              G  G7 
Nas moites de frio só ouço o motor  
      C                       D7        G 
Meu Deus, como é triste a calada da noite  
                D7                   G  
Que falta eu sinto ddo meu grande amor. 
 
 G 
Nesta longa estrada da vida  
                             D7 
Estrada comprida de tanta ilusão 
 
Encontrei um alguem derrepente  
                         C    G 
E dei de presente o meu coração. 
         C                G 
Hoje volto no mesmo caminho  
                 D7              G 
Trazendo os espinhos da desilusão.

 

Sublime Esperança
Tom: E
Intro: A B7 E B7 E A B7 A  
 
E       A         E 
Tenha como lembrança  
                                               B7 
Ou talvez como herança o que se diz fruto do amor 
       A                              E  
Talvez seja estranha esta minha decisão 
                     B7                    E    E7 
Foi o meu pobre coração que assim determinou. 
 
            A 
Sei que vai ser  
                 B7            E 
Tão difícil esquecer tão derrepente  
                          B7 
Pois quem não ama não sente 
                    E    E7 
A cruel dor da paixão.... 
           A                        E  
Diz o ditado que na vida tudo tem fim  
                       B7 
Mas existe dentro de mim  
                                E  
A sublime esperança do meu amanhã

 

Sublime Miragem
Tom: F

F                      C7                      F  
Esta noite a paixão me obrigou a passar dos limites 
                                C7  
Bebi até chamar seu nome sem perceber 
Bb                                         F 
Até na espuma da cerveja que estava em meu copo 
        C7                     F 
Em uma sublime miragem eu via você  
              C7                     F 
E neste profundo delírio você era minha 
                                        Bb 
A bebida me deu de presente uma  noite feliz 
                  C7              F 
Passei momentos distante da realidade 
                 C7                     F 
Nos braços da felicidade que nunca me quis 
 
          C7         
A bebida foi sempre o remédio 
                               F 
Para alguém que se encontra sozinho 
                         C7  
Sempre foi a fiel companheira 
                         F 
De um pobre homem sem carinho 
       G                  C 
A bebida tirou-me esta noite 
        G               C 
Da solidão que me envenena 
     Bb                 F  
Coração no meu peito suspira  
            C7                   F 
Foi tudo mentira , mas valeu a pena.

 

Três Pedidos de Amor
Tom: A
Intro:  A A7 D E A E A E A 
  A                      E 
EU PEGUEI MINHA AMIGA CANETA                  
                          A 
RABISQUEI ESTAS POUCAS PALAVRAS  
     A7                    D 
PRA FAZER UM PEDIDO POR MÚSICA                       
          E                 A 
PARA A MOÇA QUE EU MAIS AMAVA                  
                        E                            
SEI QUE ELA ESQUECEU DE MIM  
                      A 
A SAUDADE É O MEU CASTIGO 
        A7            D 
EU TE PEÇO DESCULPAS QUERIDA  
          E               A 
SE MEUS VERSOS VÃO MEXER CONTIGO 
        A7                D 
EU SÓ QUERO FAZER-TE UM PEDIDO                  
        E               A 
SÓ TE PEÇO QUE PRESTE ATENÇÃO                     
        A7                D 
EU NÃO QUERO MAIS NADA DE TI                       
      E                 A A7 D E A E A 
A NÃO SER UM APERTO DE MÃO 
                           E 
HOJE A NOITE IREI EM SUA CASA   
                      A 
NEM FOR PRA FAZER SERENATA                 
        A7                D 
SERÃO ESTAS DESCULPAS DE AMOR                     
         E              A 
SE NÃO FOR A SAUDADE ME MATA 
                   
         A7              D 
EU SÓ QUERO FAZER-TE UM PEDIDO                      
       E               A 
NÃO SUPORTO A SAUDADE LOUCA                       
        A7                D 
EU NÃO QUERO MAIS NADA DE TI 
       E                   A A7 D E A E A 
A NÃO SER UM BEIJINHO NA BOCA 
                         E 
E AGORA TERMINO MEUS VERSOS                       
                           A 
MEUS PEDIDOS DE AMOR EU JÁ FIZ  
     A7                D 
EU CONFESSO QUERIDA PEQUENA  
            E            A 
QUE AO TEU LADO EU SEREI FELIZ 
                         E 
SE QUIZERES CONVERSAR COMIGO  
                A 
EU AGUARDO UM TELEFOMA  
   A7                    D 
MARCAREMOS ENCONTRO NA PRAÇA                  
       E               A 
E DE LÁ NÓS VAMOS AO CINEMA 
        A7                D 
EU SÓ QUERO FAZER-TE UM PEDIDO 
     E              A 
NÃO SUPORTO ESTE SOFRIMENTO                        
        A7                 D 
EU NÃO QUERO MAIS NADA DE TI  
       E               A A7 D E A E A            
A NÃO SER O NOSSO CASAMENTO

 

Tribunal do Amor
Tom: A
Intro: D A E7 A A7 D A E7 A E7 A 
 
A 
Sei que sou um preso, preso em liberdade 
                                                     E7 
Confesso não sou covarde, sempre fiz meu papel de homem 
 
Não matei e nem roubei, só sei que estou condenado 
                                            A   A7 
Eu pretendo ser julgado pelo tribunal do amor.  
 
      D              E7        A 
Sou eu, sou eu que vivo sofrendo 
                      E7 
De paixão quese morrendo  
                                 A   A7 
quem viveu comigo não me deu valor 
      D              E7        A 
Sou eu, sou eu que vivo sofrendo  
                              E7 
De despeito estou quase morrendo 
                             A 
Por eu ser um condenado do amor.

 

Velho Candieiro
Tom: D

      D7            G   
R      Vai, vai, vai boi 
e            D7                         G 
f    Cabeça baixa, passo lento no estradão 
r       D7            G 
ã      Vai, vai, vai boi 
o            D7                      G 
     Estrada afora vai puxando o carretão 
 
   D7               G 
Recordo e tenho saudade 
   D7               G 
daquele tempo que foi... 
   D7              G 
Recordo meu velho pai 
    D7              G 
tocando o carro de boi 
 
{REFRÃO} 
 
     D7              G 
Só me resta uma saudade 
     D7          G 
na minha imaginação: 
    D7              G 
Um carro cantando longe 
 D7          G   
na subida do grotão 
 
{REFRÃO} 
 
       D7               G 
Meus cabelos tão branquinhos 
      D7             G 
já marcou muitos janeiros... 
       D7            G 
São os restos da saudade 
    D7              G 
dos tempos de candieiro.

 

Vinte Anos
Tom: D
Intro: G, D, A7, D  
 
D                         A7       D      
Trago um sentimento, triste sentimento 
                                   A7  
Que fere o meu peito com profunda dor  
                                 D 
Velhas ilusões que nos traz o tempo 
             A7                    D   A7   D 
Uma história negra de um maldito amor. 
 
                          A7        D 
A mulher que eu amo me deixou por outro  
                                 A7  
Eu segui seus passos e matei os dois  
                                    D 
Eu não fui culpado, por que estava louco  
         A7               D 
Louco de ciúme, louco de amor.  
 
      G   
As leis da minha terra ditaram a sentença 
                                       A7  
Me deram sem clemência vinte anos de prisão  
                                                D 
E aqui por entre as grades, são longos os dias meus  
                A7                     D 
Vendo o céu azulado, onde se encontra Deus!
Vontade Dividida
Tom: G
Intro: D C D G D G 
  
G  
Eu queria ter você no meu caminho  
                                                D  
Acordar, sentir que não estou sozinho, neste quarto  
Inventar um paraíso pra nós dois 
                                                   G       G7 
E falar do sonho lindo que ficou depois, do nosso amor.  
    C  
Apesar do meu silêncio quase não dizer  
       G  
Eu me sinto um passarinho sem poder voar  
      D                                              G        G7  
Eu preciso urgentemente me redescobrir, nesse seu olhar  
      C  
Eu preciso da verdade pra viver a vida  
     G  
Despedida não vou mais chorar  
       D  
O que quero é sentimento força e coração   
                G  
Quando te encontrar   
  

 D                     C                        D  
Deixa essa vontade dividida, quero estar na tua vida  
     D7          G  
Caminhar o teu caminho.  
 D                        C  
Traga essa verdade quase louca,  
                      D             D7         G  
Libertar num beijo a boca, quando o sol amanhecer. 
Canarinho Do Peito Amarelo
Tom: A
 A                                      
Ao regressar meu ninho destruido  
 A                   E  
Passou voando um canarinho  
 E                    
Com suas asas quase sangrando  
 E                     A  
A companheira vai procurando.  
 A                          
Quando ele cansa para e canta  
 A                              E 
Ninguém compreende que está sofrendo  
 E  
Desesperado desaparece  
 E                           A  
Só Deus quem sabe que vai chorando.  
E        
Ai canarinho ...  
  D             E      A  
Passarinho do peito amarelo  
A                          E  
Eu também sofro grande amargura  
 E       D           E  
Porque amei uma criatura  
E                              A  
Que hoje me faz sofrer tanto aqui.  
 A                          
Quando ele cansa para e canta  
  A                             E  
Ninguém compreende que está sofrendo  
 E       
Desesperado desaparece  
 E                             A  
Só Deus quem sabe que vai chorando.  
 A    
Eu que amei com toda minha alma  
 A                       E  
E te adorava com imenso ardor  
 E                                      
Não foi bastante para prender-te  
 E                      A  
Eu fracassei, perdi meu amor.  
E        
Ai canarinho ...  
  D             E      A  
Passarinho do peito amarelo  
A                          E  
Eu também sofro grande amargura  
 E       D           E  
Porque amei uma criatura  
E                              A  
Que hoje me faz sofrer tanto aqui. 
Viva a Vida
Tom: E
Intro: A E B7 E E7 A E B7 E
 1ª Parte:
      E
 Quebrei a taça da amargura
 Atirei seus pedaços ao vento
                           B7
 Gritei bem alto ; Viva a vida
 O sol que andava meio ausente
 Voltou a brilhar novamente
        A                 E
 No sorriso da mulher querida
            E
 As minhas lágrimas secaram para sempre
 Sua presença mandou a saudade embora
            E7                  A
 Não sinto mais esta ansiedade louca
                                 E
 Quando de amor estava quase morrendo
                                    B7
 Senti seus lábios para vida me trazendo
                            E
 Qual inspiração de boca a boca
 
 Refrão:(2x)
     A
 Só o amor vale tudo na vida
                       E
 Só o amor é a inspiração
                            B7
 Sem amor a esperança é perdida
                            E
 Por amor escrevi esta canção
 *Repete tudo...
Porque Chora A Tarde
Tom: E
E                       C#m  
Porque chora a tarde, seu pranto  
               G#m  
entristece o caminho  
        A                        E  
Porque chora se tem a beleza do sol  
e da flor  
 C                       
Porque chora a tarde sabendo  
             E  
que existe outro dia  
C                       B*  
E a alegria depois da tormenta  
 E  
é dia de sol  
E                        C#m  
Porque chora a tarde no rio  
              G#m  
salpicando seu leito  
A                              
Porque chora gritando ao vento  
   E  
angústias e dor  
C                            
É que a tarde já sabe que alguém  
 E  
carregou meu carinho  
C                    B  
Compreendo que também a tarde  
E  
soluça de amor  
                             A  
A tarde está chorando por você  
        B7  
Porque assiste a solidão no meu  
      E  Dm  
caminho  
C                         E  
A tarde entristeceu junto comigo  
F#m                    B7             E  
E eu preciso dessa tarde como abrigo  
                            A  
A tarde está chorando por você  
B7                         E            
Ela sabe que o amor partiu pra sempre  
C                             E  
Seus passos vão sumindo pela estrada  
F#m                   B7              C#m   A  
E essa chuva faz a tarde tão molhada 
E                        C#m  
Porque chora a tarde no rio  
              G#m  
salpicando seu leito  
A                              
Porque chora gritando ao vento  
   E  
angústias e dor  
C                            
É que a tarde já sabe que alguém  
 E  
carregou meu carinho  
         C                  B  
Eu compreendo que também a tarde  
            E  
soluça de amor  
                             A  
A tarde está chorando por você  
        B7  
Porque assiste a solidão no meu  
      E  Dm  
caminho  
C                         E  
A tarde entristeceu junto comigo  
F#m                    B7             E  
E eu preciso dessa tarde como abrigo  
                            A  
A tarde está chorando por você  
B7                         E            
Ela sabe que o amor partiu pra sempre  
C                          E  
Seus passos vão sumindo pela estrada  
F#m                   B7             E  
E essa tarde faz a chuva tão molhada 
Meu Grito
Tom: C
 C 
Se eu demoro mais aqui 
          G7 
Eu vou morrer 
        F                         C 
Isso é bom mas eu não vivo sem você 
        C7 
Eu não penso mais em nada 
       F             Fm 
A não ser só em voltar 
        C 
Vou depressa e levo o meu amor 
     G7 
Nas mãos para lhe dar 
        C 
Já não durmo 
                    G7 
Morro até só em pensar 
      F                          C 
E se canto só seu nome quero gritar 
            C7 
Mas seu eu grito 
                  F          Fm 
Todo mundo de repente vai Saber 
        C            G7 
Que eu morro de saudade 
       C    F    C 
E de amor por você 
    G7 
Ai, que vontade de gritar 
       C 
O Teu nome bem alto no infinito 
    G7 
Dizer que o meu amor é grande 
       C 
Bem maior do que meu próprio grito 
         C7 
Mas só falo bem baixinho 
        F 
E não conto pra ninguém 
        C               G7 
Pra ninguém saber seu nome 
         C   F   C 
Eu grito só meu bem 
        C7 
Mas só falo bem baixinho 
        F 
E não conto pra ninguém 
        C               G7 
Pra ninguém saber seu nome 
         C   F   C 
Eu grito só meu bem 
    G7 
Ai, que vontade de gritar 
       C 
O Teu nome bem alto no infinito 
    G7 
Dizer que o meu amor é grande 
       C 
Bem maior do que meu próprio grito 
        C7 
Mas só falo bem baixinho 
        F 
E não conto pra ninguém 
        C               G7 
Pra ninguém saber seu nome 
         C   F   C 
Eu grito só meu bem 


A Fossa
Tom: C
C                                       G 
Não me envergonho em dizer que estou na fossa 
                                       C 
Falar a verdade é um direito que me assiste 
                                    G 
Não acredito que exista alguém que possa 
                               C 
Ficar calado em situação tão triste. 
         C7                     F 
Assim ausente de quem amo loucamente 
        G                   C 
Sem piedade a saudade me devora 
          C7                          F 
Estou cantando com a garganta simplesmente 
          G                             C 
Mas aqui dentro tudo em mim lamenta e chora. 
       G  Gb  E    G             F         C 
         A fossa nasce de uma despedida 
G  Gb  E    G             F             C 
         A fossa é tempestade em nossa vida.      
          C                         G 
Fiquei jogado para as traças do destino 
                                   C 
E o desatino pouco a pouco me destroça 
                                  G 
Choramingando tal e qual um pequenino 
                                  C 
Vou soluçando e curtindo a minha fossa. 
       C7                      F 
E o roceiro quando pede chuva mansa 
       G                      C 
O poderoso faz chover na sua roça 
          C7                     F 
Por isso fico alimentando a esperança 
         G                        C 
E tenho fé que vou sair da minha fossa. 
(Refrão) 

 

Amor Com Amor Se Paga
Tom: G
 G      D7         C     D7      G 
  Não sei porque sofro tanto assim 
        D7  C   D7 
Fui gosta   a   ar 
 C           D7       G 
De quem não gosta de mim. 
G      D7         C     D7      G 
  Não sei porque sofro tanto assim 
        D7  C   D7 
Fui gosta   a   ar 
 C           D7       G 
De quem não gosta de mim. 
           C      D   G 
Amor com amor se pa- ga 
               D7      C   D7 
É o que sempre ouço dize   er 
        C              G 
Como é bom a gente gostar 
           D      C      G 
Sorrir e amar um bem querer 
        C              G 
Como é bom a gente gostar 
            D7            G 
Sorrir e amar um bem querer. 
           C      D   G 
Amor com amor se pa- ga 
               D7      C   D7 
É o que sempre ouço dize   er 
        C              G 
Como é bom a gente gostar 
           D      C      G 
Sorrir e amar um bem querer 
        C              G 
Como é bom a gente gostar 
           D7            G 
Sorrir e amar um bem querer. 
A Carta
Tom: E
E                                       B7
Estou escrevendo esta carta meio aos prantos
                   A           
Ando meio pelos cantos
                    F#m                            
Pois não encontrei coragem
     B7            E           
De encarar o teu olhar
                    B7                                 
Está fazendo algum tempo
                         A                                     
Que uma coisa aqui por dentro
                   F#m                                                      
Despertou e é tão forte 
       B7            E
Que eu não pude te contar
A  
Quando você ler 
                  E 
Eu vou estar bem longe
                    F#m
Não me julgue tão covarde
        B7              E
Só não quis te ver chorar
 
A                               E
Perdão amiga são coisas que acontecem
                  F#m
De um beijo nos meninos
        B7
Pois eu não vou 
       E
Mais voltar
Refrão:
E
Como eu poderia dar 
             B7
A ela esta carta
Como eu vou deixar
                    A
Pra sempre aquela casa
              F#m
Se eu já sou feliz
                B7
Se eu já tenho amor
Se eu já vivo em paz
E
E por isso decidi
                      B7
Que eu vou ficar com ela
                              
A minha passagem 
             A
Por favor cancela
F#m          E
Vá sozinha não vou mais
E                                  B7
Quando cheguei no portão da minha casa
                    A
Como se eu tivesse asas
    A9           F#m
Me senti igual criança
      B7        E
Deu vontade de voar
                    B7
Quase entrei pela janela
                      A
Minha esposa ali tão bela
     A9                F#m
Dei um forte e longo abraço 
     B7       E
E comecei a chorar
 A
E com as lagrimas 
             E
As palavras vinham
                 F#m
E rolavam como pedras
     B7          E         
E ela só a me escutar
  A                              E
Ao enxugar minhas lagrimas com beijos
                F#m
Revelou que já sabia
     B7     
Mas iria 
   E
Perdoa
Refrão..........Aqui sobe um tom
F
Como eu poderia dar 
             C7
A ela esta carta
Como eu vou deixar
                   Bb
Pra sempre aquela casa
              Gm
Se eu já sou feliz
                C7
Se eu já tenho amor
Se eu já vivo em paz
F
E por isso decidi
                      C7
Que eu vou ficar com ela
                              
A minha passagem 
            Bb
Por favor cancela
Gm          F                   Gm          F         
Vá sozinha não vou mais........ Vá sozinha não vou mais
Praia Deserta
Tom: A
Intro  :  A E

  
       A                                       Bm 
   Na praia deserta escrevo na areia o nome de alguém 
       E7                                     A 
   O barco partindo ao longe sumindo levando o meu bem 
                                                Bm 
   Se existe motivo aqui eu não vivo também partirei 
            E7  
   Minha dor é castigo quando estava comigo 
             A 
   Eu nunca chorei 
                
                    E        Bm        E7              A 
                Ouço a sereia cantar toda a tristeza do mar 
                      A7         Bm    
               Choro  com as ondas a dor 
                E7              A 
                Porque perdemos o amor      
        A  
   A mágoa infinita se espraia e grita 
          Bm 
  Doendo em mim 
            E7  
  O meu desengano é igual o oceano 
                  A 
   Também não tem fim 
         A                                  Bm 
    Se existe motivo aqui eu não vivo também partirei 
                E7   
    Minha dor é castigo quando estava comigo 
                    A   
    Eu nunca chorei 
Refrão 2 X 
Reconciliação
Tom: C
Intro: F C D7 G7 C  
  
        C                 F          
EU NÃO QUERO TE VER TÃO TRISTE  
 G7        C 
ASSIM MEU AMOR 
                                                     
RECONHEÇO QUE SOU O CULPADO  
	G7
DO TEU SOFRIMENTO 
          F 
TALVEZ O PERDÃO POSSA AMENIZAR  
     C 
A MÁGOA DE UMA GRANDE DOR 
            D7          G7 
ME DÊ UMA CHANCE A RECONCILIAÇÃO 
                           C C7                        
RECOMEÇAREMOS NOSSO GRANDE AMOR 
             F          
DEIXE MEUS LÁBIOS UNIREM AOS TEUS 
             C 
E AS TUAS LÁGRIMAS QUERO ENXUGAR  
             G7                      
E NUM LONGO BEIJO ESQUECEREMOS TUDO   
                              C F C D7 G7 C  
E JAMAIS QUERIDA TE FAREI CHORAR 
   
                                     REPETE CANÇÃO
Recordando a Infância
Tom: C
Intro: G7 F C % G7 % C% 
 
        C 
Eu comparo a vida com águas que correm 
           Dm 
Do rio para o mar 
                        G7 
Assim é também nossa mocidade 
           F            G7            C 
Que passa depressa e não volta mais 
                     C7             F 
O nosso destino é um barco triste a navegar 
                             C 
Que talvez se perde na imensidão 
 G7                   C 
E vai para onde o vento levar 
   G7                     C 
Adeus mocidade que tive outrora 
             G7      
Onde estás agora? 
              F     C 
Não te esquecerei 
       G7                                C 
Meus cabelos brancos são restos da infância 
       G7                         C 
Do tempo em criança que jamais serei
A Carta
Tom: C
Intro:C G Am G C
 C                                        G                      Am
Estou escrevendo esta carta meios aos prantos, ando meio pelos cantos
                       G         F             C                        G
pois não encontrei coragem de encarar  o seu lhar, esta fazendo algum tempo
                         Am                      F             G         C         
que uma coisa aqui por dentro despertou e é tão forte que não pude te contar,
  F                                C                        G
Quando você ler eu vou estar bem longe, Não me julgue tão covarde, 
         F            C      F                            C               
só não quis te ver chorar, veja amiga são coisas que acontece, dê um beijo
       G              F              C G
nos meninos, pois eu não vou mais voltar....
 C                               G                                         Am
Como eu poderia dar a ela esa carta como eu vou deixar pra sempre aquela casa
               F                     C                   G   C        
Se eu já sou feliz se eu já tenho amor se eu já vivo em paz e por isso decidi, 
                   G                                  F           G           C G
Que vou ficar com ela, a minha passagem por favor cancela vá sozinha não vou mais...
 C                                  G                      Am
Quando cheguei no portão da minha casa, como se eu tivesse asas, me senti igual 
   F            G        C                       G                            Am
criança deu vontade de voar, quase entrei pela janela, minha espôsa ali tão bela
                           F       G          C G
dei um forte e um longo abraço e comecei a chorar...
 C                               G                    Am          F          G
e com as lagrimas as palavras vinham e rolavam como pedras e ela só a me escutar
 C                                G                    Am           F  G C G
ao enxugar minhas lagrimas com beijos revelou que já sabia, mais iria perdoar...
 C                                G                                         Am
Como eu poderia dar a ela essa carta como eu vou deixar pra sempre aquela casa
               F                    C                    G   C    
se eu já sou feliz se eu já tenho amor se eu já vivo em paz e por isso decidi,
                    G                               F           G            C G
que vou ficar com ela a minha passagem por favor cancela vai sozinha não vou mais... (BIS)REFRÃO.
Decida
Tom: Dm
FALADO: 
NO AMOR HA MOMENTOS QUE TEMOS  
QUE DIZER UM PARA O OUTRO 
DECIDA 
Dm 
Sente aqui comigo no sofá 
                                      Bb       A 
E vamos conversar, é hora de abrir o jogo. 
                            A 
Nosso amor esta indo água abaixo 
                         A 
Se deixar vira relaxo 
          A       Dm D7 
Temporal apaga fogo 
Gm 
Porque você não olha nos meus olhos 
Dm 
Seu beijo não tem o mesmo sabor 
A 
O seu carinho não me faz dormir 
Dm                            D7 
Nem sua quando a gente faz amor 
Gm 
Você só vai tomar banho  sozinha 
Dm 
Na hora do jantar me diz que já comeu 
A 
Não vê novelas e nem liga o som 
                                          Dm       D7 
Diz que não tem nada bom que satisfaça o ego seu 
 
Parte 2    
          Gm 
Você se esqueceu 
                           Dm 
Que dentro dessa casa eu existo 
                   A 
Que em 82 casou comigo 
                           Dm D7 
Por isso exijo uma explicação 
                    Gm 
Se sou eu que te incomoda 
                              Dm 
Pra te fazer feliz fiz o que pude 
                           Bb 
Mas o incomodado é que se mude 
  A7                           D  A A7/C# 
Você quem vai tomar a decisão 
Refrão
D 
Decida 
                            F# 
Se vai embora ou ficar comigo 
        G                      D 
Se vai me respeitar como marido 
         A                         D A A7/C# 
Pois desse jeito não estou agüentando 
D 
Decida 
                               F# 
Ou pare de uma vez com esse delírio 
        G                       D 
Talvez você precisa usar colírio 
    Em            A7           D  (Bb A7 Dm D7 -> Parte 2) (A A7/C# -> Refrão) (Bb A7 Dm FIM) 
Pra enxergar o quanto ainda te amo
Lembrança
Tom: D
D      D6                 B7      Em   Em7M
  Lembrança, por que não foge de mim?
  A7                 A7/4       D   D5+
Ajude a arrancar do peito esta dor!
  D6             D5+       A7   A7/4
Afaste meu pensamento e o seu,
     A7           A7/4      D    D5+
Porque vamos reviver este amor!
  D6           B7        Em    Em7M
Amando, nós padecemos iguais
    A7               A7/4    D   D5+
Eu tenho o meu lar e ela também!
    D6              D5+        A7   A7/4
É triste ser prisioneiro e sofrer,
   A7               A7/4     D    D7/9
Sabendo que a liberdade não tem!
 G9
Vai,
            A7        D   D5+
Lembrança, não volte mais
 D6                  A7  A7/4
Para acalmar os meus ais
 A7              D    D7/9
Deste dilema de dor!
 G9
Vai,
          A7       D   D5+
Para bem longe de mim
  D6               A7  A7/4
Não posso viver assim,
 A7                  D    D5+  D6  D5+
Devo esquecer este amor!
     D6          B7         Em   Em7M
Lembrança, imaginaste o que é
    A7              A7/4      D   D5+
Distantes dois corações palpitar,
    D6             D5+        A7   A7/4
Querendo juntos ficar, sem viver,
    A7               A7/4     D    D5+
Com outra ter que viver sem amar?
    D6              B7         Em   Em7M
Enquanto você, lembrança, não for,
  A7            A7/4     D   D5+
É esse nosso dilema sem fim,
    D6            D5+       A7   A7/4
Pensando nela eu vivo a sofrer
  A7             A7/4      D    D7/9
E ela também sofrendo por mim.
 G9
Vai,
            A7        D   D5+
Lembrança, não volte mais
 D6                  A7  A7/4
Para acalmar os meus ais
 A7              D    D7/9
Deste dilema de dor!
 G9
Vai,
          A7       D   D5+
Para bem longe de mim
  D6               A7  A7/4
Não posso viver assim,
 A7                  D    D5+  D6  D5+  D7M
Devo esquecer este amor!
Sonhei com você
Tom:   A
Intro: ( Bm - A - E7 - A ) 2x
  A             E7        A              E7         A
Depois de muito tempo acordado já cansado de tanto sofrer.
                D          A                 E7
Esta noite eu dormi um pouquinho, sonhei com você.
                Bm7                     E7
Você apareceu no quarto e sorrindo me estendeu a mão.
                                            A
Se atirou em meus braços e beijou-me com emoção.
 
( Segunda parte  )   
    A         E7        A                     E7    A
E matando a paixão recolhida num delírio de felicidade.
         D         A      A7          D
Em soluço você me dizia "Amor que saudade"
 
              E7         A                             E7
De repente em menos de minuto você se transformou num vulto
D        E7       A   A7       D         E7          A
E logo desapareceu.      De repente em menos de minuto. 
                         E7      D     E7      A
Você se transformou num vulto e logo desapareceu.
  E7                  D            A
Quando acordei não te vi, que desespero.
      E7                     D                   A
Minhas lágrimas molharam a fronha do meu travesseiro.
   E7                 D               A
Meu bem como é maravilhoso sonhar com você.
    E7                  D   E7          A
Amor como é triste acordar      e não te ver.
( Introdução  -  Segunda parte )
Enviado por Fabiano S. Oliveira 
Corpo e Alma
Tom: D
Intro: (D Em F#m) G G D D  A7 A7 A7 D (A7 A7 A7 A7)
e-----------------------------------------------------------------------------------
B-----------------------------------------------------------------------------------
G------------------------------------------------------------------2----------------
D-0-2-4-5-5-5-5-4-7-5---4-4-4-4-2-5-4---2-2-2-2-0-4-2--------2-----5-4-5-4-2-0--
A----------------------------------------------------------0-4----------------------
E-----------------------------------------------------------------------------------
 D
Quando precisaste de mim
Te dei apoio e guarida
                                               A7
Entreguei-me de corpo e alma e juraste ser minha querida
    G                      D
Fumamos no mesmo cigarro bebemos no mesmo copo
    A7                     G
Comemos no mesmo prato dormimos na mesma cama
   A7                                        D
Te fiz formosa e bonita ainda comenta que não me ama
D
Eu que fui teu amigo na alegria e nas horas de dor
                                        A7      
No amor eu fui teu amante na doença fui teu doutor
     G
No mar eu fui o teu barco
              D                                      A7
Nos teus lábios eu fui o sorriso Nos teus olhos eu fui a lágrima
            G                    A7                    D
Na esperança de poder alcançar ao menos um pouquinho do teu amor
Decida
Tom: D
FALADO:
NO AMOR HA MOMENTOS QUE DEVEMOS
DIZER UM PARA O OUTRO
DECIDA
Dm
Sente aqui comigo no sofá
                                      Bb       A
E vamos conversar, é hora de abrir o jogo.
                            A
Nosso amor esta indo água abaixo
                         A
Se deixar vira relaxo
          A       Dm D7
Temporal apaga fogo
Gm
Porque você não olha nos meus olhos
Dm
Seu beijo não tem o mesmo sabor
A
O seu carinho não me faz dormir
Dm                            D7
Nem sua quando a gente faz amor
Gm
Você só vai tomar banho  sozinha
Dm
Na hora do jantar me diz que já comeu
A
Não vê novelas e nem liga o som
                                        Dm       D7
Diz que não tem nada bom que satisfaça o ego seu

              Gm
Você se esqueceu
                           Dm
Que dentro dessa casa eu existo
                   A
Que em 82 casou comigo
                           Dm D7
Por isso exijo uma explicação
                    Gm
Se sou eu que te incomoda
                              Dm
Pra te fazer feliz fiz o que pude
                           A
Mas o incomodado é que se mude
                             D  G A7
Você quem vai tomar a decisão
Ref:.
D
Decida
                            F#
Se vai embora ou ficar comigo
        G                      D
Se vai me respeitar como marido
         A                         D G A7
Pois desse jeito não estou agüentando
D
Decida
                               F#
Ou pare de uma vez com esse delírio
        G                       D
Talvez você precisa usar colírio
         A                      D Dm A  (D G A7)
Pra enxergar o quanto ainda te amo


Jogo do amor
Tom: G
Intro: G, D7
    
       G
    Com o meu dinheiro eu comprei de tudo 
                              C    D7
    No jogo da vida eu nunca perdiiii
    Mas o coração da mulher querida parece 
                         G
    Mentira mas não concegui
    Ela despresou a minha riquesa
                                 C  D7
    Comtoda pobreza me disse tambéééém
    Que gosta de outro com toda franquesa 
                                    G
    E do meu dinheiro não quero vintém
     A                         D                  
    Nas demandas que tive na vida
         A                  D
    O dinheiro me fez vencedor 
         C                   G    
    Mas agora eu perdi a partida 
           D7             G
    O meu ouro não teve valor
          A                    D
    Meu rival era um pobre coitado
          A               D
    Não devia ser o ganhador 
          C             G
    No entanto é o felizado
              D7                  G
    Eu fui derrotado no jogo do amor
          D7                      G
    Compreendi que nem tudo é dinheiro
              D7               G
    Que nem tudo se pode comprar
       D7                  G
    O amor quando é verdadeiro 
           D7                  G    C D7 G D7 G
    É de graça pra quem sabe amar

Duas Camisas
Tom: D
 
Falado:
"Amigo, ainda continuo apaixonado, mais confesso que no amor sou egoista "
D
Você agora vai decidir
                                          G          D
Qual de nós dois, será o homem que você quer para viver
           A            D
Assim não posso, continuar
           A                                               D
Você me encontra durante o dia e quando é noite tem de voltar
         A           D
Se eu tiver, duas camisas
      A                             D
E alguém chegar com frio, uma eu darei
          A          D
Mais no amor, sou egoista
         A                                            D
Eu não quero sentir um sócio, jamais querida consentirei
Falado:
"É sempre assim amigo, posso perder tudo na vida, mais o amor da mulher amada nunca! "
BIS
Sonho de Caminhoneiro
Tom: C
 C                      G         F                   C
Eram dois amigos inseparaveis, lutando pela vida e o pão
                                 G              F                 C
Levando um sonho de cidade em cidade, de serem donos do seu caminhão
           F                              G
Com muita luta e sacrificio pra pagar em dia a prestação
         F                Dm            G7                    C      G7
Se realizava o sonho finalmente do empregado, passa a ser patrão
       C                  G            F                  C
Suas viagens eram interminaveis, de cansaço de poeira e chão
                         G            F                 C
Um dos amigos o recém casado, ia ser pai do primeiro varão
         F                            G
Com alegria vinham pela estrada, não vendo a hora de chegar
          F               Dm                    G7             C     G7
E o camioneiro disse ao amigo, vou lhe dar meu filho para batizar
          C                 G         F                C
Mas o destino cruel e traiçoeiro, marcou a hora e o lugar
                           G                F                C
A chuva fina e a pista molhada, com uma carreta foram se chocar
          F                     G
Mas como todos tem a sua sina, um a morte não levou
        F                    Dm                          G7                   C
E agonizante nos braços do amigo disse vai conhecer meu filho, porque eu não vou
Falado:
"Naquela curva, beira da estrada, uma cruz ao lado de um pinheiro marca para sempre
 onde foi ceifada a vida e o sonho de um caminhoneiro, com a morte do companheiro a
 saudade vai chegar, aqueles bons e velhos tempos nunca mais irão voltar."
          F                    G
Mas como todos tem a sua sina, um a morte não levou
        F                    Dm                          G7              C     G7    (C)
E agonizante nos braços do amigo disse vai conhecer meu filho, porque eu não vou
Pombinha Branca
Tom: C
Intro: G C G
C
Seu pudesse voar igual uma pombinha
                           G
eu voaria em busca do meu bem
eu pediria as nuvens
eu pediria aos anjos
                                            C
que me ajudassem a encontrar o meu grande amor.
G                    C
Voa pombinha branca, voa
           G            C
diz ao meu bem para voltar
G                           C
diz que eu estou triste chorando
           G             C     G C G
prá nunca mais me abandonar.
C
Fomos felizes juntos sem separamos
                                G
Foi testemunha e céu o sol e o mar
Hoje só restam lembranças
porque tú vives distante
                                 C
ecos de um dim dom, os sinos do amor.
             G C
Voa pombinha...
Estrada da Vida
Tom: C
 
       C
Nesta longa estrada da vida,
       G
vou correndo não posso parar.
        F                C
Na esperança de ser campeão,
      G7                  C bis
alcançando o primeiro lugar.
G
Mas o tempo secou minha estrada
        F            C
e o cansaço me dominou,
minhas vistas se escureceram
      F           G        C
e o final da corrida chegou.
 
Este é o exemplo da vida,
               G
pra quem não quer compreender:
        F              C
Nós devemos ser o que somos,
        G            C
ter aquilo que bem merecer.
Refrão

 

Ainda ontem chorei de saudade
Tom: C
Intro: C,Dm,G7,C,G7,C,C7,F,C,G7,C
                 Am                 Dm
Você me pede na carta que eu desapareça
    G7                                         C    G7
Que eu nunca mais te procure, prá sempre te esqueça
 C                  Am                  Dm
Posso fazer sua vontade, atender seu pedido
 G7                                    C   G7
Mas te esquecer é bobagem, é tempo perdido
 C                        G7             | 
Ainda ontem chorei de saudade		 |
                                C   G7   |
Relendo a carta, sentindo o perfume	 |
 C                                   G7  |
Mas que fazer com essa dor que me invade |
                               C   G7    |
Mato esse amor ou me mata, o ciúme       |
C                  Am                  Dm
O dia inteiro te odeio te busco e te caço
G7                                           C    G7
Mas em meu sonho de noite eu te beijo e te abraço
 C                   Am                       Dm
Porque os sonho são meus ninguém rouba e nem tira
 G7                                       C   G7
Melhor sonhar na verdade, que amar na mentira

 

Pé da Letra
Tom: G
G               C         D           G
Viajei de madrugada, na minha besta bainha
                    C         D        G
Fui numa festa do peão, na Fazenda Lagoinha
     A                                          D
Pertinho de Porto Alegre, eu cheguei lá de "tardinha"
                           C       D     G
Fazendeiro Zé Valente, "Famia" da gente minha
G                 C                D         G
Soltei a mula no pasto, depois de dar um repasso
                 C                 D        G
Dei um volta na sala, soltei meu peito de aço
  A                                           D
Vi uma gaúcha trigueira, fiz um verso no embaraço
                         C        D        G
Quando repiquei a viola, ela caiu no meu braço
G                C               D         G
Eu falei em casamento, me respondeu com frieza
                    C             D          G
Não me caso com violeiro, eu tenho muita riqueza
      A                               D
Sou rainha do gado, sou rica por natureza
                        C         D          G
Só gostei da sua viola, desculpe minha franqueza
G                  C          D             G
Respondi no pé da letra, sou lá de Minas Gerais
                    C              D            G
Tenho garimpo e diamante, sou um grande industrial
                   A                       D
Sou dono de muita terra, crio boiada em Goiás
                          C                G
Eu compro sua fazenda, e todo o seu credencial
G             C         D            G
O povo bateu palma, é isso mesmo "rapaiz"
                   C        D               G
Ela perguntou meu nome, eu só dei as iniciais
  A                                         D
Ela me abraçou chorando, apresentando seus pais
                          C         D       G
O prazo do casamento, violeiro é você quem faz

 

No colo da Noite
Tom: G
G                     C       D    G
Cansado de tanto esperar a felicidade
                              D
Saí a sua procura no mundo sem fim
                                         G
Tão depressa então me deparei com a realidade
       D                C                 G
Vi que ela existe para todos menos para mim
G                      C           D      G
Os amores que tive na vida, todos me deixaram
                                         D
Juramentos e mais juramentos fizeram em vão
                                        G
Somente as tristes lembranças comigo ficaram
                        D         C     G
E dos beijos fingidos agora, só recordação
D                                     G
Caminhos e rumos incertos sozinho eu sigo
                        C         D      G
Não tenho esperança de nada pra levar comigo
D                                    G
O dia é meu companheiro clareia o caminho
                     C        D       G
No colo da noite adormeço chorando sozinho

 

Boneca Cobiçada
Tom: G
G
Quando eu te conheci, do amor desiludida, 
                                     D
Fiz tudo e consegui, dar vida a tua vida
Dois meses de aventura, o nosso amor viveu
                           C      D       G
Dois meses de ternura, beijei os lábios teus
G
Porém eu já sabia, que perto estava o fim
                                       D
Pois tu não conseguias, viver só para mim
Eu poderei morrer, mas os meus versos não
                         C         D   G
Minha voz hás de ouvir, ferindo o coração
|G          D
|Boneca cobiçada
|      C         G
|Das noites de sereno
|                  D
|Teu corpo não tem dono
|      C            G
|Teus lábios tem veneno
|                  C     D
|Se queres que eu sofra
|                  G
|É grande o teu engano
|                   D
|Pois olha nos meus olhos
|C          D            G
|Vê que não estou chorando

 

Sessenta dias apaixonado
Tom: C7
Intro: C7 F C7 F
                  C7            Bb        F
Viajando prá Mato Grosso, Aparecida do Tabuado
                 C7                     F 
Lá conheci uma morena, que me deixou amarrado
                  C7                              F
Deixei a linda pequena por Deus confesso, desconsolado
   F7             Bb                    C7
Mudei o jeito de ser, bebendo prá esquecer
                    F
Sessenta dias apaixonado
                     C7          Bb             F
Dois meses juntinhos dela, eternamente serão lembrados
                 C7                         F
Pedaços da minha vida, lembranças do meu passado
                 C7                             F
Jamais será esquecida a imagem bela de um anjo amado
     F7              Bb                      C7
Dois meses passaram logo, é no copo que eu afogo
                    F
Sessenta dias apaixonado
                       C7                 Bb           F
Se alguém fala em Mato Grosso, eu sinto o peito despedaçado
                C7                         F 
O pranto rola depressa, no meu rosto já cansado
                 C7                  F
Jamais eu esquecerei Aparecida do Tabuado
    F7            Bb                         C7
Deixei a minha querida, deixei minha própria vida
                    F
Sessenta dias apaixonado

 

Se eu não puder te esquecer
Tom: C
Intro: F G7 Em A7 Dm G7 C G7
C
Se eu não puder te esquecer
                   G7
Mando dizer numa flor
 Dm
Mando uma estrela avisar
 G7                   C  G7
Que o velho amor acordou
 C 
Se não puder me esquecer
                 G7
Basta dizer por aí
 Dm 
Quando você sussurrar
 G7                C   C7
Meu coração vai ouvir
      F      G7      C    |  
Esquecer, difícil demais  |
    Am       Dm           |
Ninguém é capaz           |
    G7         C     C7   |    
Se amou um pouquinho      |
      F      G7        C  |
Esquecer, você nem pensar |
   Am           Dm        |
E quando eu tentar        |
          G7    C         |
Que eu morra sozinho      |

 

BACK | RELOAD | FORWARD